O projeto especial

 

Em Belo Horizonte, por meio do projeto Capoeirança, a Capoeira está sendo ensinada em diversas escolas de educação infantil e também de ensino especial.

Tratam-se de duas propostas bem diferenciadas e com metodologias específicas para cada segmento. Na educação infantil, a capoeira atende crianças a partir de 2 anos de idade e é ensinada com muita ludicidade dentro e fora da grade curricular das instituições.

A capoeira especial ganha um grande destaque a partir do grupo Cordão de Ouro de Guaratinguetá/SP. Lá, o Mestre Ponciano, há 35 anos, começou a desenvolver esta metodologia que hoje é aplicada em diversos núcleos de ensino pelo Brasil. Dentre eles em Viçosa e em Rio Casca, cidades nas quais trabalha-se em parceria com as respectivas Apae’s.

A capoeira especial influencia e provoca mudanças em um indivíduo sobre vários aspectos, tais como, sociais, físicos e comportamentais, sendo que a intervenção do profissional que trabalhará com a capoeira especial, será determinante para o sucesso e a segurança desta prática.

Nossa proposta de capoeira especial consiste em adequar os conteúdos e os fundamentos da capoeira aos alunos portadores de necessidades especiais, sendo que o tipo e o grau do comprometimento determinarão a adaptação que será feita para sua prática, para que a mesma não seja um fator de risco à saúde e bem estar de seus praticantes.

www.cordaodeourobh.com